Patrocínio

Startup mineira abre filial nos Estados Unidos

Nenhum comentário
Depois de participar do festival americano South by Southwest (SxSW) com a Apex-Brasil, a Denox, startup mineira de tecnologia e internet das coisas, agora inicia seu processo de internacionalização. A empresa foi uma das 13 selecionadas para representar o Brasil no festival em março e a única a contar com um espaço fixo durante os três dias de feira, onde aproveitou para fazer contatos e parcerias para a consolidação de sua filial recentemente aberta nos EUA.

Com um funcionário na sede em São Francisco, na Califórnia, a empresa trabalha para o registro de patentes de marcas e produtos, networking e divulgação da sua tecnologia em eventos e palestras. Ainda em fase inicial, a empresa busca entender o mercado americano e prospectar parcerias internacionais para lançar seus serviços e soluções no país, o que está previsto para acontecer até o final do ano.

No Brasil, a Denox já está inserida no mercado de tecnologia, oferecendo soluções de monitoramento para residências e estabelecimentos comerciais, gestão de pessoas e segurança. Tudo em tempo real e conectado em rede. No entanto, para o mercado americano, o foco será no varejo. A Denox pretende se lançar com uma tecnologia de monitoramento para o comércio associada a um sistema de satisfação do cliente. Assim, além de saber o que está acontecendo na loja, o gestor poderá analisar a experiência do consumidor em seu estabelecimento.

Por meio de um sistema de câmeras inteligentes, será possível identificar faces e movimentos. Através de um algoritmo, o comerciante poderá reconhecer se o cliente está satisfeito ou não em sua loja, além de obter outras informações, como quanto tempo o consumidor ficou em uma parte do estabelecimento, qual produto ele escolheu, qual caminho geralmente os clientes percorrem e qual seu perfil, como sexo e média de idade.

Contudo, o festival e a abertura da sede na Califórnia não foram os primeiros passos internacionais da empresa. No final do ano passado, a Denox participou de intercâmbios com três universidades renomadas mundialmente: Stanford, Harvard e MIT. Nessas oportunidades, ampliou sua vivência em empreendedorismo e inovação em parceria com pesquisadores destas instituições e recebeu estudantes em BH para troca de experiências.

Paulo Arantes, funcionário da Denox nos EUA, conta que o objetivo é ser referência global em tecnologia de internet das coisas e isso requer muito estudo, contatos e laboratório de inovação in loco. “Quando a internet das coisas for tão natural quanto os smartphones são hoje, nós queremos ser a porta de entrada”, afirma Arantes.

Ainda para Paulo, “é importante trabalhar com Harvard, Stanford e MIT, fazer parte de associações globais e participar de todo o trabalho de Pesquisa & Desenvolvimento junto com universidades brasileiras e incubadoras locais, porque o sonho não é só levar ‘o Brasil para fora’, mas trazer o mundo para o Brasil”.

Nenhum comentário :