Patrocínio

25/08: CreativeMorningsBH - Lígia Giatti, da Mesa & Cadeira, conduz discussão sobre a filosofia do aprender fazendo

Nenhum comentário

Depois de comemorar seus dois anos de​ ​capital mineira​,​ o CreativeMorningsBH​ apresenta ​​mais uma edição de suas manhãs inspiradoras. O evento está agendado para o dia 27 de agosto, às 8h30, no MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal (Praça da Liberdade, s/nº, Prédio Rosa). As inscrições serão abertas, gratuitamente, no dia 25 de agosto, a partir das 11 horas, no site oficial (www.creativemorningsbh.eventbrite.com), onde o usuário deverá se cadastrar e retirar o ingresso.

“Action” é o tema deste mês e para melhor ilustrá-lo os organizadores do CreativeMornings convidaram a head de processos e metodologias da Mesa & Cadeira, Lígia Giatti (foto), empresa que acredita no aprender fazendo. Eles vêm mostrando a grandes organizações como é o caso da Nestlé, Natura, Fiat e Google, novas maneiras de resolver seus dilemas mais estratégicos. “Na Mesa & Cadeira acreditamos que o melhor caminho para aprender uma coisa é trabalhando diretamente nela e a gente faz isso de uma forma muito simples. Organizamos workshops em que os participantes se sentam à mesa e trabalham num briefing real. Na cabeceira, um profissional brilhante em sua área de atuação. Nossas mesas são mesas de trabalho. A pessoa vai fazer, errar, fazer melhor, errar diferente. E, assim, ela aprende”, explica a palestrante.

Dedicando boa parte de sua carreira ao desenvolvimento de ferramentas de trabalho colaborativo, Lígia acredita que a melhor metodologia, além do problema real, é se envolver em algo que as pessoas se importam e queiram fazer. “O fazer leva naturalmente as pessoas a colaborar, exige que a gente abra mão de nossas certezas para podermos criar juntos. Muito diferente do planejamento. Planejar é trabalhar com adivinhação e aos poucos as empresas estão entendendo que não dá para passar tanto tempo planejando as mudanças que elas querem fazer”.

Para Lígia essa filosofia do “aprender fazendo” tem sido cada vez mais adotada pelas organizações e isso tem acontecido muito em função da velocidade em que as coisas estão mudando e pela complexidade dos dilemas que vêm enfrentando. Ela sublinha que passar a planejar menos e fazer mais é uma grande mudança cultural, diz respeito à forma como você toma decisões, prioriza problemas e conecta pessoas. E essa transformação não é fácil exige uma boa dose de coragem. “As empresas que estão conectadas com o tempo que estão vivendo e que assumiram pra si que não sabem mais as respostas pra tudo, sentem mais coragem e liberdade para começar a se arriscar e testar novos caminhos para os dilemas estratégicos que aparecem”, completa a palestrante.

O poder de fazer
Com uma vasta experiência e vivência na área (passou pela Papagallis, empresa de aprendizagem informal e pela renomada Box 1824), Lígia Giatti afirma que essa nova forma de pensar o futuro do trabalho, tão disseminada pela Mesa & Cadeira, é mais que tendência e sim uma realidade óbvia. “Só este ano já vimos diversas iniciativas carregando o tema ‘learning by doing’ para o mercado. É o novo jeito de se trabalhar! Sempre que encerramos uma Mesa, o que mais ouvimos dos participantes é: ‘cara, eu só quero trabalhar desse jeito agora’. Acho que essa sensação vem muito do fato de prototiparmos as soluções. Nunca um resultado nosso pode ser um power point contando o que gostaríamos de fazer, pelo contrário, ele mostra o que a gente fez”, revela.

Um protótipo na mão, segundo Giatti, aproxima a empresa do futuro que ela tanto almeja, e esse futuro perde o mistério de ‘lugar desconhecido’ e passa a ser algo mais possível e tangível. Como ela mesma define: “é fazer mais para errar mais rápido, e acertar mais rápido também”.

Todas as informações a respeito do evento também podem ser acompanhadas por meio do www.facebook.com/creativemorningsbh.

CreativeMornings BH 
Nascido em Nova Iorque, em 2008, o Creative Mornings é um evento global, que ocorre em mais de 110 cidades, com o intuito de promover um encontro entre profissionais representantes da economia criativa e pessoas que trabalhem ou gostem de design, artes, tecnologia e empreendedorismo.

Em seu segundo ano na capital mineira o projeto já trouxe palestrantes de renome para participar de seus eventos mensais como Roberto Martini (CEO da Flag.cx), André Garcia (fundador da estantevirtual.com), Gustavo Caetano (CEO da SambaTech), Tom Moore (CEO da Mandalah no Brasil), Peter Fassbender (Chief Designer na Fiat), Mario Narita (Fundador da Narita Design), Mariana Castro (Jornalista e escritora) e a Monja Mariângela Ryosen(Monja Zen Budista).

O CreativeMornings BH é organizado pelos publicitários Leandro Alvarenga, Diego Rezende e Pedro Raslan. O patrocínio é da Gerdau e a co-realização é do Sebrae, por meio da Casa da Economia Criativa. ​

Nenhum comentário :