ID 360 - 28 e 29 de setembro!

BH-TEC publica edital para Seleção de Parceiro Imobiliário para desenvolvimento da Fase II

Nenhum comentário

O Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC) publicou dia 13 de outubro o edital de Licitação para Seleção de Parceiro Imobiliário Privado que desenvolverá a Fase II do projeto de expansão do Parque. O vencedor do certame deverá construir o primeiro dos cinco edifícios que compõem a Fase II do BH-TEC e garantirá, sob condições, o direito de construir os outros quatro.  O primeiro edifício terá 60mil m² de área construída, com 31mil m² de área bruta locável.  Esta área, mais de dez vezes maior que a do edifício atual, representará um grande salto na capacidade do Parque de receber empresas de inovação.

De acordo com o Diretor-Presidente do BH-TEC, Prof. Ronaldo Pena, o momento é de muita expectativa. “Trata-se da realização de uma etapa absolutamente essencial para o sucesso do empreendimento”, afirma.

O edital de licitação e toda a documentação complementar estão disponíveis no site (www.bhtec.org.br). O prazo para recebimento de propostas encerra-se em 13 de novembro próximo.

Entenda a Fase II do plano de expansão
O modelo da licitação, expresso no edital e seus anexos, foi desenvolvido sob coordenação do BDMG. Considerando que o terreno pertence à UFMG, o parceiro privado selecionado no processo fará o investimento imobiliário no modelo BOT (build, operate and transfer). Cada prédio, uma vez construído, será propriedade da Universidade, mas o parceiro terá a concessão para operá-lo por 30 anos, contados a partir da obtenção do alvará de construção. Após esse tempo, a posse será transferida à Universidade, que passará a operar o edifício.

O escopo da concessão consiste em cinco edifícios que totalizam uma área construída total de 207 mil m². A Fase II do BH-TEC está prevista para ser implantada em três ondas de construção. Nos prédios a serem erguidos, os empreendimentos de base tecnológica deverão ocupar, no mínimo, 70% da área bruta locável, ficando os outros 30% para empresas de serviços.

Sobre o BH-TEC
O Parque Tecnológico de Belo Horizonte é uma associação civil de direito privado sem fins lucrativos, de caráter científico, tecnológico, educacional e cultural. Com a proposta de integrar pesquisa, mercado e governo, o Parque funciona como um espaço de convivência e contribuição para o crescimento das empresas de tecnologia, acelerando, por consequência, o desenvolvimento econômico regional. Atualmente, o BH-TEC abriga 17 empresas que se dedicam a investigar e desenvolver novas tecnologias, além de uma associação de biotecnologia, três centros de tecnologia da UFMG e seis empresas na categoria associada não-residente. Além disso, o BH-TEC abrigará também centros públicos e privados de Pesquisa & Desenvolvimento, como é o caso do Centro de Pesquisas René Rachou – CPqRR/Fiocruz e do Centro de Tecnologia em Nanomateriais de Carbono da UFMG, ambos em fase de projetos executivos para construção no Parque.

Criado em 2005, o BH-TEC é o resultado da associação de cinco instituições fundadoras: UFMG, Governo do Estado de Minas Gerais, Município de Belo Horizonte, SEBRAE-MG e FIEMG. O Parque tem sido, desde sua criação, consistentemente apoiado pela FAPEMIG e pela Agência Brasileira da Inovação (FINEP).

Nenhum comentário :