Patrocínio

30/06: CreativeMornings discute o machismo na publicidade

Nenhum comentário
Maria Guimarães, da agência 65/10 com foco no público feminino, é a convidada da vez; inscrições abertas a partir do dia 23 de junho

A grande maioria das campanhas publicitárias não reflete o papel que a mulher tem hoje na sociedade. Com um viés machista, os comerciais ainda apelam para a hipersexualização feminina. E por que isso ocorre? Para discutir o assunto, o CreativeMornings traz a Belo Horizonte, no próximo dia 30 de junho, a publicitária paulistana Maria Guimarães, da consultoria 65/10, focada em combater o sexismo no mercado publicitário e dentro das agências. As inscrições gratuitas podem ser feitas a partir desta quinta (23) pelo site www.creativemornings.com/talks/maria-guimaraes.O encontro será realizado no MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal (Praça da Liberdade), a partir das 8h30.

O trabalho realizado por Maria e suas sócias Thaís Fabris e Larissa Vaz casa perfeitamente com o tema abordado pelo CreativeMornings em junho: “Broken”, que debate a quebra de paradigmas no mercado publicitário. Segundo a palestrante, esse segmento tem dois grandes problemas: 65% das mulheres não se identificam com a maneira que são retratadas nas campanhas e apenas 10% dos criativos das agências são mulheres.

A ideia, de acordo com ela, é auxiliar marcas e empresas a encontrarem novos caminhos para falar com ou sobre a mulher. A publicitária, que já atuou em grandes marcas como Samsumg, Unilever e Coca-Cola, criou, em 2015 ao lado de suas sócias, a cerveja “Feminista”, com o objetivo de questionar o cunho machista das propagandas, repensar a maneira de retratar as mulheres e colocar o feminismo na mesa.

Maria Guimarães sublinha que por muito tempo o setor publicitário se manteve de olhos fechados para essa desigualdade. “Hoje o assunto começou a ser falado, discutido, mas ainda vejo esse debate muito em torno das mulheres da área e pouco em torno das agências e dos homens. A discussão precisa alcançar níveis mais altos e atitudes concretas devem ser tomadas”.

A publicitária acredita que é uma mudança que exige tempo e fases. “Estamos tomando consciência do problema e suas implicações, entrando numa fase em que precisamos nos educar e educar os outros”, diz. Ela reforça que é fundamental promover conversas para entender como esse assunto afeta o nosso dia a dia. “Conversas geram aprendizado e promovem pequenas mudanças. A longo prazo teremos a dimensão de que pouco a pouco mudamos muita coisa”.


CreativeMorningsBH
Nascido em Nova Iorque, em 2008, o CreativeMornings é um evento global, que ocorre em mais de 110 cidades, com o intuito de promover um encontro entre profissionais representantes da economia criativa e pessoas que trabalhem ou gostem de design, artes, tecnologia e empreendedorismo. Em Belo Horizonte o projeto é organizado pelos publicitários Leandro Alvarenga, Diego Rezende e Pedro Raslan. O patrocínio é da Gerdau e a co-realização é do Sebrae, por meio da Casa da Economia Criativa.

Nenhum comentário :