Patrocínio

O que vi na Finit | Campus Party 2016 - Parte 2

Nenhum comentário

Meu segundo dia na Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia - FINIT | Campus Party 2016, nesta sexta-feira, 9, no Expominas, em Belo Horizonte (na verdade, foi o terceiro dia do evento, mas não deu pra ir na quinta), foi bastante concorrido. Muita coisa pra ver em muito pouco tempo. Impossível fazer a cobertura completa de um evento desse porte sozinho. Então, tive que optar. (leia a parte 1 aqui).

No início da manhã, participei de um workshop e pitches para startups da área de Saúde, o Health Plus, que também incluiu palestras sobre Big Data com a Cappra Data Sessions, IBM e Endeavor (esse pessoal depois participou avaliando os pitches). Depois de uma dinâmica com foco nas apresentações, que deveriam ter no máximo 3 minutos cada, umas cinco startups se apresentaram e foram sabatinadas.

Enquanto isso, logo em frente, acontecia o 1º Fórum de Investidores da Gávea Angels MG (saiba mais sobre eles aqui). Alguns investidores do grupo, que tem sede no Rio de Janeiro, como o João Kepler, também palestraram para os 'novatos' investidores mineiros. O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia, Ensino Superior e Desenvolvimento Econômico, Miguel Correia, também falou para os investidores. Ao final, quatro pitches de startups que já faturam alto e têm foco pesado em crescimento rápido (o foco principal do grupo de investidores-anjo). O evento teve a coordenação do head da Gavea em Minas, Ricardo Carvalho.

Consegui conversar um pouco com o secretário na saída do fórum. Ele fez um balanço da FINIT até o momento. "Um evento fantástico. Acho até que nem todas as pessoas compreendem a estratégia dele porque nós temos uma proposta inicial na frente dele, que é de receber a população, trazer a criança, a família, a robótica, os simuladores para se encantar e se apaixonar por tecnologia e inovação. É a parte com acesso livre, gratuito para todas as pessoas (espaço que fica logo na entrada do Expominas). Tem a Campus Party que por si só já é um evento, não há necessidade de se explicar, um evento tão bem difundido no mundo; e o nosso foco: a arena de negócios. Aqui está a estratégia econômica do Estado. Aqui estamos trazendo as startups, as grandes empresas. Por consequência, esperamos que isso gere um grande volume de negócios para Minas Gerais", acredita o secretário.

De acordo com Miguel Correia, são 287 startups inscritas e participando ativamente. Só na Arena de Negócios são entre 120 e 140 startups detalhando seus negócios nos flip charts. "Temos a presença de 100 executivos da área de inovação das grandes empresas do Brasil e mundiais que têm possibilitado negócios junto às startups", revela.

De fato, há dois anos atrás era impossível imaginar um evento desse porte acontecendo em Minas e atraindo tanta gente, não só curiosos, mas também projetos bem interessantes e investidores de olho nesse mercado. O secretário acredita que isso só é possível, em primeiro lugar, "pela expertise deles" (se referindo aos investidores). "Eles reconhecem como ninguém a força de qualquer ambiente propício aos negócios. Essa é a missão principal dos investidores. Depois pela legitimidade do nosso estado, de suas forças públicas estaduais e federais, as redes privadas de universidades, entendendo que trata-se de uma aposta estratégica de um governo num volume não visto antes no Brasil e talvez na América Latina. Acredito ainda sermos um grande player no mundo em relação a ações governamentais de investimento direto em startups. Não estamos simplesmente trabalhando no melhor ambiente de tributação, de ecossistema. Estamos investindo dinheiro direto na veia das startups em um volume em torno de R$ 1 bilhão nesses últimos quatro anos", afirmou.

Na ocasião, o secretário anunciou o que ele chamou de "SEED 2.0", com mais startups investidas na próxima turma (início de 2017) e com mais duas versões: uma para projetos de estudantes do Ensino Médio e outra para projetos de universitários.

Leia a parte 1 e a parte 3.

Abaixo, alguns registros de hoje. Amanhã tem mais!

Workshop da Health Plus

Secretário cumprimenta delegação de investidores estrangeiros

PC ostentação!

Hoje eu vi o Homem de Ferro funcionando

Equipe cria máscaras a partir de moldes de papel

Dancinha nerd na área de jogos

Playstation, Playstation, Playstation...

A área de jogos é uma espécie de 'hot zone' da Campus Party

Vista parcial das estações de trabalho. São mais de 800

Área destinada à imprensa

Um dos diversos workshops que acontecem simultaneamente

Vista geral da Arena de Negócios

Reprodução do laboratório de captação de movimentos do curso de Gráfico 3D da Fumec

Palestra sobre educação disruptiva e as novas tecnologias

Hackathon da Unimed

Painel lista todas as startups e empresas investidoras inscritas na Arena de Negócios

Mais de Flip Charts onde as startups se 'vendem'

Arena de Negócios movimentada na hora do almoço

Esse espaço é mais reservado, destinado a autoridades, bem no cantinho do Expominas

Simulação de vôo livre em realidade virtual

Mais um stand com realidade virtual, de graça na parte externa do Expominas

Parece que hoje montaram a modelo direito (rs)

Equipe da startup Farmácia do Bem, de Sete Lagoas, dando entrevista para a TV SIMI

'Caravana' de Sete Lagoas, do Santa Helena Valley (SHV) - startup Farmácia do Bem, e eu

Nenhum comentário :